Scribblenauts

“Escreva qualquer coisa, resolva tudo.”

Um jogo onde tudo que você escreve é invocado e pode ser usado para resolver diversos problemas. Essa é a premissao do inovador Scribblenauts.

No jogo seu objetivo é coletar as starites (pequenas estrelas) que aparecem em cada fase. Para chegar até ela você precisa resolver certos puzzles, como chegar em cima de uma construção onde a starite está. Para isso você pode escrever qualquer uma das 10.000 palavras disponíveis no banco de dados do jogo, invocando assim o objeto desejado para solucionar os problemas. Você realmente pode escolher de tudo: desde uma pá a um pterodáctilo, desde Deus até Einstein. O jogo está disponível em diversos idiomas, inclusive o português.

Infelizmente o jogo foi vítima do hype criado por sua premissa inovadora. Apesar de ser realmente um refresco para os carentes de jogos criativos, Scribblenauts apresentou muitos problemas, principalmente em sua jogabilidade.

Para controlar Maxwell (o personagem principal do jogo) você usa apenas a stylus (caneta do Nintendo DS). Na verdade, praticamente tudo é feito com a stylus. Isso acabou gerando alguns problemas. Devido à imprecisão da tela de toque, é muito comum que o personagem corra (e consequentemente acabe morrendo) quando o que se queria era a manipulação de um objeto.

Outro grande problema está em um dos maiores chamativos do jogo: os mais de 10.000 objetos e personagens que podem ser invocados. Realmente, eles podem ser invocados. Mas isso não quer dizer que sejam úteis. Muitos objetos, apesar de diferentes, acabam por ter a mesma função (geralmente ser arremessado). A maioria dos objetos acaba por não ter uso prático.

Apesar dos problemas, a premissa do jogo é realmente válida. Os puzzles encontrados nas fases podem ser resolvidos de diversas maneiras diferentes, o que dá um alto grau de pós-jogo, fazendo que você queira jogá-lo novamente e resolver os quebra-cabeças de outras maneiras.

É uma boa pedida para quem está cansado da mesmice no mundo dos games.

Anúncios

~ por Fabio Alves em dezembro 25, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: