Assassin’s Creed 2

Assassin’s Creed foi um jogo que prometeu muito, mas sinceramente, fez pouco. Ta certo que a história e os gráficos eram ótimos, mas era mais um filme do que um jogo. Muita repetição, poucas fases, poucas armas. Lembro de gentedizendo na época “Assassin’s creed é o tipo de jogo que tinha tudo pra dar certo, mas o melhor dele virá na seqüência”. Pois é, eles estavam certos.

A qualidade gráfica presente no primeiro jogo voltou com força total, com suas cenas históricas épicas trabahadas magistralmente, e com direito a minigames e influência do jogador nas cenas, além daqueles vistas anteriormente. Cada detalhe das cidades, figurinos dos personagens, armas e construções foi trabalhado para ficar o mais fiel a realidade da época.

Uma das coisas que mais sentimos falta no primeiro jogo foi um sistema de itens e de dinheiro, e isso foi compensado na sequência. Isso abre muitas oportunidades para atingir seus alvos, como contratar mercenários para lutar do seu lado, e ladrões e “cortesãs” para distrair guardas, lojas de armas, com diferentes qualidades para cada modelo, como velocidade e força, armaduras, munições e itens de cura. Somando a isso as novas formas de matar, como envenenamentos, as duplashidden blades, derrubar os alvos de torres, afoga-los e até um “moderníssimo” revólver portátil.

A jogabilidade é basicamente a do primeiro jogo, mas com muitas melhorias: novas maneiras de interação com o cenário e objetos, além de novas abordagens ao seus alvos. É Assassin’s creed com mais conteúdo e estilo, mas continua sendo Assasssin’s creed, e não escapa de alguns defeitos do antecessor.

O maior problema de Assassin’s creed foi a repetição, como o fato de ter que subir em todas as torres da cidade se quiser liberar o mapa completo. Nesse ponto, nada mudou. Suba na torre, olhe em volta, desça, vá para próxima torre… as missões ficaram mais variadas, com mais possibilidades e minigames, mesmo assim, em certos pontos o jogo cai na mesmice, mas não é nada comparado ao primeiro.

A história ficou muito bem trabalhada, com o clima de conspiração e segredos crescendo até o desfecho, que aliás, não consegui definir ainda: uma hora o final parece exagerado e fantasioso, outra hora é genial e inesperado. Acho que vou ficar com a segunda opção. E pra quem pensava que Desmond Miles (o verdadeiro protagonista e descendente dos assassinos) é um zero a esquerda, esse jogo guarda muitas surpresas.

Assassin’s Creed 2 redimiu de maneira gloriosa seu antecessor, e foi além, transformando a série em um clássico para ter a história discutida nas rodas de amigos, principalmente se forem tão ligados em teorias da conspiração quanto os meus! Definitivamente recomendado aos que apreciam histórias bem contadas, teorias da conspiração, e gráficos com o charme histórico da Renascença.

PRÓS:

  • O velho e bom Assassin’s creed na potência máxima!
  • Gráficos matadores
  • História original e bem elaborada

CONTRAS:

  • Certos momentos de repetição
  • Algumas respostas demais, com o fim de alguns mistérios (mas com novas perguntas!)
Anúncios

~ por Jean Carlos em janeiro 3, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: